Nossos princípios e valores

About Image

Da escola para o mundo

Construção do conhecimento
Construir o conhecimento é descobrir e desenvolver novas potencialidades, acionando o cérebro de forma mais criativa, flexível e harmônica.

 

O desenvolvimento do potencial humano
Desenvolver o potencial humano é adotar uma atitude permanentemente criativa e construtiva, que nos permite simplesmente construir algo melhor, sem julgamentos, culpas, vencedores ou vencidos.

 

Competência amorosa
Esta é uma conquista do ser humano que ama e não fere, não magoa, não machuca como ação, reação ou proteção. Uma ação não violenta. E entendemos que violência não é só um ato físico. Por trás da mão que fere há um universo violento que nos faz desperdiçar energia, conhecimento, emoção, tempo, comida, dinheiro. Ignorar o outro é um ato de violência. É negar a sua existência. É matá-lo, em última instância. Temos que permitir a emergência de uma competência amorosa.

 

Autoconhecimento em sala de aula
Despertar os alunos para o autoconhecimento em sala de aula é chamar-lhes a atenção para o ”estar presente”. A rotina e os gestos repetitivos é que nos remetem para um universo crescentemente alienante, em que cada vez mais nos distanciamos de nós mesmos, permanecendo no passado ou no futuro e nunca no presente, em que podemos caminhar para um processo de autopercepção e autoconhecimento.

 

Ética ou Arte da convivência
Somos interdependentes. Cada um de nós depende do bem-estar do outro, e assim sentimos respeito pela comunidade dos seres vivos, pelas pessoas, pelos animais e plantas, e pela preservação da Terra, do ar, da água e do solo. Temos a responsabilidade individual por tudo o que fazemos. Todas as nossas decisões, ações e omissão têm consequências. Consideramos a humanidade como nossa família. Temos de nos esforçar para termos uma convivência harmoniosa e ética.

 

Excelência no ensino
Um ensino que permita ao aluno filtrar e organizar este verdadeiro tsunami de informações contemporâneas e que ajude os estudantes a organizarem seus pensamentos e se movimentarem com segurança no turbilhão de notícias, priorizando o que é essencial para a vida e para continuidade em sua trajetória acadêmica.

 

Diálogo entre pais, professores, alunos e escola
A educação deve ser elemento unificador da família, professores, alunos e escola, dividindo responsabilidades e emoções. Assim, o IEMP promove momentos para encontros com a comunidade escolar e mantém veículos de comunicação para que as famílias, os professores e alunos possam acompanhar o dia-a-dia escolar.

 

Empreendedorismo e solidariedade
É o potencial de alguém capaz de fazer algo por esforço próprio, com dinamismo, criatividade e persistência. Ver o problema como algo a ser resolvido e ver no outro uma chance de parceria para o alcance de resultado favorável para si próprio e para o próximo.

 

Protagonismo
A participação dos alunos no enfrentamento de situações reais na escola, comunidade e na vida social mais ampla, atuando como parte da solução e não do problema. Conjunto de práticas e vivências, cujo foco é a criação de espaços e condições que propiciem ao aluno empreender ele próprio a construção de seu ser em termos pessoais e sociais.

 

Aprendizagem significativa
Aprendizagem desafiadora, propositora e que estimule descobertas. Que envolva o aluno não mais na condição de espectador, mas no papel dinâmico de protagonista de seu processo de crescimento. Que sirvam menos para registrar fatos, mais para acentuar reflexão sobre os mesmos e que aprendam a discutir, argumentar e contextualizar o que recebem de seus professores como instrumento para compreender melhor a vida que nos aguarda além dos muros e além do dia seguinte.

 

Tecnologia a serviço do conhecimento
Com o avanço das redes sociais, da comunicação em tempo real, dos portais de pesquisa, dos jogos virtuais, os recursos tecnológicos se transformaram em instrumentos fundamentais para a mudança na educação. As tecnologias nos permitem não apenas transmitir informações, mas orientar nos processos de aprendizagem e conhecimento.

 

A vivência dos valores humanos
O amor é o impulso que nos mobiliza para a criação. O conhecimento sem amor gera preconceitos a antagonismos e nos leva ao confronto à destruição. O amor nos permite atender aos anseios de sobrevivência e de transcendência. Devemos abrir as portas de nossa mente para a construção do conhecimento e abrir o nosso coração para a integração e a cooperação. Valores humanos não são passíveis de serem obtidos de um texto, nem fornecidos por qualquer companhia. Não podem ser presenteados por amigos, nem obtidos num mercado. Eles são uma atitude natural, que provém do coração. Por essa razão, só se consegue ensinar e viver o amor através do amor. Conhecimento, criatividade, potencialidade, tecnologia, progresso, desenvolvimento, somente esses aspectos não nos garantem uma mudança de rota em direção a um mundo melhor. O que o IEMP propõe é uma trajetória flexível e integrada em direção a um mundo menos violento, mais cooperativo, mais competente, viável e de paz.